Rendi-me ao meu PT e foi mesmo ali no ginásio – Testemunho

Hoje o Mulheres Liberais apresenta mais um testemunho de uma das nossas leitoras. Fique a conhece-lo de seguida. Salientamos que os nomes foram alterados de forma a proteger a privacidade dos intervenientes.

Rendi-me ao meu PT – O testemunho da Laura

“Boa tarde, o meu nome é Laura, tenho 32 anos, vivo em Lisboa e sou casada há aproximadamente 5 anos.

Posso dizer desde já tenho a sorte de ser daquelas mulheres que se farta de comer e não engorda. No entanto, como sou secretária administrativa passo o meu dia sentada e pouco ou nada faço pela minha saúde.

Um dia, em conversa com o meu marido ele incentivou-me a ir para o ginásio, já que tinha aberto um novo relativamente perto de casa e eu poderia ir de manhã antes de ir trabalhar.

Um pouco contra minha vontade (até porque não sou grande fã de ginásios), lá fui ao ginásio ver as condições do mesmo e os preços. Assim que entro dou de caras com um PT lindo e maravilho, que ao ver-me meio perdida veio perguntar se precisava de ajuda.

Disse-lhe prontamente que sim, que me vinha inscrever e que estava a ponderar também ter um PT (eu não queria PT nenhum, mas só de imaginar aquele homem coladinho a mim a explicar-me qualquer coisa fiquei com os calores).

Como é óbvio, ele ofereceu-se logo como PT, falou-me do currículo dele (nem sequer ouvi esta parte – estava entretida a babar-me) e disse-me os preços. Como lhe pareci tão entusiasmada, ele marcou logo a primeira aula para o dia seguinte.

Às 7 da manhã, lá chego eu ao ginásio com a maior cara de sono de sempre, mas entusiasmadíssima com a possibilidade de estar ali sozinha com ele.

Depois de algumas aulas, começo a reparar que ele se chegava cada vez mais perto, roçava-se em mim sempre que podia e acompanhava-me imensas vezes até aos vestiários.

Houve um dia de manhã, que a meio do treino senti algo mais rijo a tocar-me nas nádegas, quando me virei reparei que o Jorge estava bastante excitado. Como ainda me faltavam alguns exercícios, perguntei-lhe se ele não queria acabar o treino na casa de banho.

Ele sorriu e só me disse “Estava a ver que nunca mais perguntavas”. Quando chegamos aos vestiários, fui ver se estava alguém lá dentro, e como ainda estava completamente vazio, ele entrou e enfiamo-nos os dois no WC.

Aquele homem além de lindo era ótimo amante. Fazia tudo e mais alguma coisa, sabia perfeitamente como dar prazer a uma mulher (mesmo dentro daquele espaço tão pequeno). Rendi-me ao meu PT e desde então que sempre que o ginásio está vazio, aproveitamos para sexo na casa de banho.

Pontualmente também marcamos encontros em motéis e tem sido o melhor sexo da minha vida”.

Este é o testemunho da Laura que encontrou várias motivações para ir ao ginásio todos os dias. Se você também tem algum testemunho que queira partilhar connosco, sinta-se à vontade.

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ENCONTROS SEM COMPROMISSO HOJE MESMOQUERO ENTRAR!